Sindicato Intermunicipal dos Professores no Estado de Santa Catarina

“Em defesa de nossos direitos – Fundado em 1968”

A educação é uma profissão essencail, mas muito exigente. A elevada carga horária de trabalho e a exposição constante a fatores de risco aumentam a probabilidade de desenvolvimento de doenças ocupacionais.

Estatísticas sobre Doenças Ocupacionais na Educação

Os profissionais da educação estão entre os trabalhadores que mais sofrem com doenças ocupacionais no mundo todo. Dados mostram que mais da metade dos professores apresentam algum tipo de problema de saúde relacionado ao trabalho.

  1. 35% dos profissionais da educação sofrem com dores nas costas
  2. 28% têm fadiga visual
  3. 18% apresentam problemas de audição

Tipos de Doenças mais Comuns entre Profissionais da Educação

Os profissionais da educação estão suscetíveis a diversos tipos de doenças ocupacionais que afetam sua saúde física e mental. Algumas das doenças mais comuns incluem:

Dor de cabeça e enxaqueca – Causadas pela pressão constante e estresse.

Dores nas costas – Devido a postura inadequada, levantamento de peso repetitivo, entre outros fatores.

Problemas respiratórios – Causados pela exposição a poeira, mofo, e outros agentes que afetam a qualidade do ar.

SAIBA MAIS AQUI Doencas-Ocupacionais-entre-Profissionais-da-Educacao

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 5 =

Pular para o conteúdo